Feijoada do Maranhão agita o final de semana na capital mineira

Em Belo Horizonte (MG), acontece neste sábado, 27, um dos eventos mais tradicionais da capital mineira, a Feijoada do Maranhão, de 13 às 18h, no Hotel Dayrell, numa promoção de Valdez Maranhão.

Diversão e intercâmbio cultural são ingredientes do evento, que completa 31 anos consecutivos em BH, com seis edições em São Luís e uma em Portugal. Em 2022, estão programadas diversas surpresas para os convidados. Entre as atrações musicais, já estão confirmadas as presenças da Banda Baianeiros, Henrique & Manoel, além de uma Bateria de Escola de Samba. O cardápio é um show à parte. Além da deliciosa feijoada completa, iguarias e guloseimas mineiras são servidas, sem falar na cerveja geladíssima e caipifrutas de cachaça mineira. Tudo incluso no valor do convite.

A feijoada tem uma história curiosa. A primeira versão do evento foi realizada em 1991, para arrecadar fundos para o fotógrafo Valdez Maranhão, que teria seu equipamento furtado. Deste fato surgiu a ideia de fazer uma feijoada, com participação dos amigos, para reunir a importância para comprar um novo equipamento. A estreia foi no 25º andar do extinto Othon Palace Hotel para um público de 150 pessoas. O evento foi um sucesso e Valdez Maranhão comprou a máquina. E a Feijoada do Maranhão acontece anualmente, desde então. As camisetas da feijoada têm assinatura do artista Thiago Ferreira. A Feijoada do Maranhão também terá edição em São Luís, no próximo dia 22 de outubro no Hotel Rio Poty.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos